Blog

Horário de funcionamento

Seg. a Sáb. das 10h às 22h - Domingos e Feriados: Lojas: 13h às 19h

Vacina contra o sarampo está disponível nas unidades de saúde

12.07.2018

Diante de casos de sarampo em Porto Alegre, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que a vacina é a melhor forma de prevenção e está disponível nas unidades de saúde do município, para a faixa etária a partir dos 12 meses até os 49 anos. A vacina contra o sarampo é a tríplice viral, que protege também contra a caxumba e a rubéola. Em caso de dúvida, a orientação é procurar uma unidade de saúde, preferencialmente com a carteira de vacinas. Crianças que fizeram duas doses da vacina estão imunizadas contra a doença.

 

Durante a semana, técnicos da Equipe de Vigilância das Doenças Transmissíveis da Coordenadoria-Geral de Vigilância em Saúde realizaram quatro bloqueios vacinais em escolas e locais de trabalho, totalizando mais de 200 atendimentos, entre aplicação de vacinas, verificação da situação vacinal e orientações em casos de contato com suspeita de sarampo. Como orientação geral, todo indivíduo que, independente da idade e situação vacinal, apresente febre e exantema (manchas vermelhas no corpo), acompanhados de um ou mais dos seguintes sintomas: tosse, coriza e/ou conjuntivite, deve procurar atendimento em serviço de saúde para ser avaliado.

 

Alerta aos profissionais – O novo alerta emitido pela Coordenadoria-Geral de Vigilância em Saúde a serviços da rede reitera que foram confirmados cinco casos de sarampo na Capital. Informa ainda que são investigados mais oito casos suspeitos, todos residentes em Porto Alegre. O documento destaca a necessidade de que qualquer caso suspeito seja notificado rapidamente pelo profissional de saúde à Equipe de Vigilância em Doenças Transmissíveis da SMS. Isso possibilitará que as medidas de controle sejam realizadas oportunamente, interrompendo a cadeia de transmissão. O alerta informa que a Europa enfrenta surto de sarampo desde 2016, como também as Américas. No Brasil, já foram confirmados 351 casos: Roraima (200, com dois óbitos), Amazonas (143) e Rio Grande do Sul (7).

 

Fonte: Prefeitura de Porto Alegre

compartlhar